Reprodução

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (DEM), afirmou na manhã desta terça-feira (23), que ainda não sabe se permanecerá na Mesa Diretora em um outro cargo. O parlamentar ainda comentou sobre o pedido de aliados para que ele permaneça dentro da Assembleia.

“Não tem problema sair desse cargo, os deputados estão pedindo para mim ficar e eu estou ainda avaliando. Eu nem sei se eu vou continuar na Mesa [assumir um outro cargo], eu ainda estou avaliando, até a tarde a gente fala, mas o convite e anseio da maioria de deputados é esse ai”, disse ele.

Botelho ainda falou sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), para a convocação de uma nova eleição, foi recebida de forma tranquila e sem irritação por parte do parlamentar.

“Foi recebida [decisão STF] com tranquilidade, muita tranquilidade, eu acho que essas mudanças são importantes, na verdade elas são boas. Eu não estou assim nem um pingo chateado, muito pelo contrário”, disse ele.

O parlamentar ainda falou  sobre o desejo de deixar a presidência da ALMT, que segundo ele é importante ter uma oxigenação na casa. “A minha vontade já era fazer isso, uma mudança, fazer uma oxigenação. Isso é bom para todo mundo”.

Ao ser questionado sobre o apoio ao deputado Max Russi (PSB), Botelho disse que o assunto já foi conversado e praticamente já está adiantado.

“Há princípio sim, né. A conversa maior é essa. O maior apoio do número de deputados é o Max Russi “, afirmou.

VEJA VÍDEO