Tchélo Figueiredo – SECOM/MT

O presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM) deixou escapar, de forma descontraída, o sonho em ser governador de Mato Grosso.

No evento em que Mauro Mendes (DEM) assinou ordens de serviço para obras no Estado, o mestre de cerimônia chamou o governador para fazer o discurso.

Ocorre que, na verdade, era a vez de Botelho falar. Falha que foi corrigida imediatamente pelo cerimonial. Ao subir no palco, porém, Botelho não se conteve.

“Quem sabe esse erro já não é uma premonição”, disse aos risos.