Da assessoria

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), por meio da indicação de n.º 206/2019, garantiu a aquisição de ares-condicionados para as Escolas Estaduais Professora Renilda Silva Moraes, Professora Eunice Souza dos Santos, Antônio Guimarães Balbino, Domingos Aparecido dos Santos e Professora Amélia de Oliveira Silva. Essa solicitação foi encaminhada à Secretaria de Educação de Mato Grosso (Seduc) que providenciou o atendimento para essas cinco unidades da rede pública estadual, com o total de 172 equipamentos.

“É uma grande satisfação ter este retorno do governo estadual junto com a Seduc. Nosso Estado é uma região muito quente e, estes equipamentos, vão colaborar bastante com o ambiente escolar e vai gerar o conforto térmico para educadores e alunos. Uma sala climatizada só favorecerá para o bom aprendizado e concentração da comunidade escolar”, comenta Claudinei.

Entrega

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, e o secretário da Seduc, Alan Porto, anunciaram a formalização da entrega dos ares-condicionados ao município, nesta segunda-feira (1), às 10h, na Escola Professora Renilda da Silva Moraes.

Além das cinco escolas estaduais atendidas, conforme indicação de Claudinei, também serão beneficiadas mais seis unidades que totalizam 364 climatizadores de ar adquiridos pelo poder executivo. Assim, serão no total 11 escolas beneficiadas no município. Na oportunidade, o governo estadual também fará a entrega de cadeiras fixas almofadadas e longarinas, conjuntos escolares para os alunos, professores e servidores que atuam no refeitório, estantes dupla face, fogões industriais e computadores.

Para a diretora Maria José Vilela da Escola Renilda que atende 880 alunos do ensino fundamental do 1° ao 9° ano, um ar condicionado não é luxo e, sim, uma necessidade, sendo que já havia até recebido denúncias de pais, por meio da ouvidoria da Seduc, contra a unidade devido à falta de climatizadores.

“Agora, quando for liberado o retorno dos alunos para as aulas presenciais, já vão deparar com as salas climatizadas que vão proporcionar um ambiente adequado e gerar o bem-estar necessário tanto para os estudantes como os educadores”, frisa o deputado.

Aulas – Com o aumento dos casos de Covid-19, em Mato Grosso, teve que ser suspensa as aulas presenciais que estavam previstas para o mês de fevereiro deste ano. Tanto que a Seduc havia providenciado todas as medidas recomendadas para evitar a disseminação da doença, como a aquisição de álcool em gel, termômetros, máscaras, protetores faciais e tapetes sanitizantes nas portas das salas de aula. O investimento foi de mais de R$ 5 milhões para 731 escolas estaduais no âmbito de Mato Grosso.