Uma comissária de bordo, da empresa Gol, foi feita de refém por um homem, ainda não identificado, na noite de domingo (11), no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Passageiros de Cuiabá, que se preparavam para o embarque, presenciaram a cena de terror e ficaram “encurralados”, já que o homem dizia ter uma bomba na mochila.

Alterado, o homem manteve a mulher presa pelos braços, em um portão de embarque para Maceió. Ele exige a presença da Polícia Federal (PF).

O vôo para Capital de Mato Grosso, assim como para outros destinos foram cancelados no momento, mas depois foram normalizados com a entrega do “terrorista”.

Na ação, o homem falava coisas desconexas sobre corrupção e dizia ser policial no Paraná. A última atualização do caso seria de que policiais federais chegaram ao local e teriam negociado a rendição do suspeito.

A fila de embarque tinha como destino um voo para Maceió (AL).

Assista