O deputado federal Emanuelzinho (PTB) criticou  o governador Mauro Mendes (DEM) e seus secretários, os chamando de irresponsáveis, após a suspensão da vacinação dos servidores da segurança pública nesta quinta-feira (8), que ocasionou o adiamento da imunização. O parlamentar também disse que irá convocar Mendes, o secretário de segurança Alexandre Bustamante e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo para uma reunião na Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal para a prestação dos devidos esclarecimentos que geraram o impasse.

“Eu acho interessante que o governo do Estado, irresponsável e incompetente, que não tem gestão para conseguir vacina, não tem articulação no governo federal para conseguir vacina, não tem estrutura e condições alguma de vacinar e terceiriza a culpa agora para Cuiabá. O governador anunciou sozinho essas vacinas, organizou, somente ele, o secretario Mauro Carvalho e o secretário Gilberto Figueiredo, e hoje não deram conta de vacinar, não sei o que fizeram com as vacinas, chegou um lote da segurança pública específico para eles, e eles estão jogando a culpa agora para Cuiabá”, declarou Emanuelzinho em um vídeo.

Na manhã desta quinta-feira (8), o Estado havia programado o início da vacinação desta categoria para as 9h. Todavia, de acordo com Bustamante e o secretário da Casa Civil Mauro Carvalho, que estavam no local, as doses não chegaram. Eles relatarm que a Prefeitura de Cuiabá não entregou as doses imunizantes. A Prefeitura, no entanto, afirmou que a vacinação dos profissionais da segurança não era sua responsabilidade.

Segundo o deputado Emanuelzinho, esta é mais uma prova da incompetência de Mendes. “Os comentários que correm nos bastidores Congresso Nacional é que o Governo do Estado é incompetente. É o estado que menos recebe vacina, é o estado que menos vacina, mais de 50% dos estados já vacinaram a maioria dos seus agentes de segurança pública e Mato Grosso não consegue sair do lugar. E quer culpar Cuiabá, porque eles nunca estão errados. Então temos aqui, e saibam, essa incompetência tem nome, senhor governador Mauro Mendes e senhor secretário Mauro Carvalho, irresponsáveis, incompetentes, e tudo terceirizam a culpa. Não assumem nada. Mato Grosso está penando com vocês”, disparou a sequência de alfinetadas.

O parlamentar ainda acusou que a estratégia do governo é de tentar apagar os feitos da Prefeitura. “Quiseram fazer no aniversário de Cuiabá para estragar eventuais inaugurações que o prefeito Emanuel fosse fazer, eventuais obras que fosse anunciar, então são pequenos, baixos, irresponsáveis, tudo isso é culpa de vocês. O Congresso Nacional vai averiguar, vai investigar, e vocês não tem competência e são baixos, terceirizam a culpa, não são homens de assumir a posição em que estão”, finalizou.

console.log(‘Aud01’);