Secom-AP

Os nove governadores que compõem o Consórcio da Amazônia Legal assinaram neste domingo (07.02) uma carta dirigida à Nação Brasileira, em que pedem a retomada imediata da habilitação dos leitos SUS (Sistema Único de Saúde) para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Na “Carta da Amazônia à Nação Brasileira”, os governadores da Amazônia Legal agradecem a todos pela solidariedade com a população da região, em face do momento difícil porque os Estados atravessam, principalmente, no que diz respeito à sobrecarga dos sistemas hospitalares.

“Destacamos, em especial, o empenho de todos os Estados brasileiros e dos seus profissionais que estão recebendo e cuidando de pacientes oriundos da nossa região. Enfatizamos que, neste momento, é vital a retomada da habilitação de leitos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), sob pena de se agudizar o problema do subfinanciamento em meses decisivos no enfrentamento à pandemia”, destacam os chefes dos Executivos Estaduais.

Assinam a carta os governadores do Maranhão, Flávio Dino; do Acre, Gladson de Lima Cameli; do Amapá, Antônio Waldez Góes da Silva; do Amazonas, Wilson Miranda Lima; de Mato Grosso, Mauro Mendes; do Pará, Helder Zahluth Barbalho; de Rondônia, Marcos José Rocha dos Santos; de Roraima, Antonio Denarium; e do Tocantins, Mauro Carlesse.

Para os gestores, o momento é decisivo, pois os Estados estão diante de um novo crescimento expressivo do número de casos da Covid-19 e se faz necessário que o Governo Federal reabilite leitos SUS para o enfrentamento à pandemia.

Os gestores também enfatizaram a necessidade da retomada do auxílio emergencial, “pois a persistência da pandemia gera múltiplos efeitos econômicos e sociais, demandando medidas compensatórias para as famílias”.