O governador Mauro Mendes assinou uma carta enviada ao presidente norte-americano Joe Biden, por meio do embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, nesta terça-feira (20), onde afirmou que todos os estados que compõem o Consórcio Interestadual da Amazônia Legal querem unir forças com os EUA para “construir uma política ambiental baseada na sustentabilidade”.

A carta foi assinada por Mauro e pelos governadores Flávio Dino (Maranhão), Gladson Cameli (Acre), Helder Barbalho (Pará), Antônio Waldez (Amapá), Marcos Rocha (Rondônia), Wilson Lima (Amazonas), Antonio Denarium (Roraima) e Mauro Carlesse (Tocantins).

Na carta, os gestores destacaram o compromisso com os princípios estabelecidos no Acordo de Paris e com os objetivos do desenvolvimento sustentável, bem como o esforço para combater o desmatamento ilegal e para promover uma economia com baixa emissão de carbono e preservação dos biomas brasileiros, em especial a Amazônia.

O governador de Mato Grosso ressaltou que os estados que compõem a Amazônia Legal prestam um grande serviço para a preservação ambiental e os interesses da humanidade.

“Nós, estados que assinamos essa carta, queremos estar juntos com os EUA e juntos com qualquer país, qualquer nação, qualquer estado, qualquer cidadão, que possa nos ajudar em uma nova política ambiental, e reforçar os princípios de uma política ambiental que traga o real sentido de uma economia verde, e uma economia de baixo carbono. Queremos preservar não só pela importância que isso representa para a expansão dos negócios nos mercados internacionais, mas porque temos consciência ambiental”.

Mauro lembrou que Mato Grosso tem investido cada vez mais em produzir alimentos de forma sustentável, sendo a região do planeta que mais produz alimentos com respeito ao meio ambiente. Exemplo disso é que enquanto em 1990 era necessário usar 2,2 milhões de hectares para produzir 4,2 toneladas de grãos, hoje o estado usa 16,8 milhões de hectares para produzir 72,8 milhões de toneladas. Muito mais produção por hectare, evitando o desmatamento.

O embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, agradeceu o comprometimento dos governadores em colaborar com a agenda ambiental.

“Essa carta mostra que esses governadores são comprometidos a encontrar soluções e isso me alegra muito. Muito importante essa iniciativa, porque eu confio nas autoridades locais. Agradeço que vocês estejam trabalhando conosco e com outros países que tem o mesmo desejo. O Brasil pode ser não só uma superpotência ambiental, mas ‘a’ superpotência ambiental. Vou mandar essa carta ainda hoje ao presidente Joe Biden”, declarou.

console.log(‘Aud01’);