A Prefeitura de Nova Ubiratã, a 506 km de Cuiabá, decretou situação de emergência no município, por causa das fortes chuvas que afetaram a colheita e também o escoamento de soja, além de grandes danos nas estradas.

De acordo a com a prefeitura, Nova Ubiratã teve um prejuízo de R$ 1,6 milhão na safra. Segundo os dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a colheita de soja da safra 2020/2021 apresenta um atraso de 32% em relação ao ano anterior, por causa das condições climáticas.

No início de março, o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Fernando Cadore, enviou um ofício a Defesa Civil do estado para informar sobre a situação de calamidade de 21 municípios do norte do estado, por causa das chuvas na região. O ofício pedia medidas nas localidades mais afetadas.

No último dia 18, quatro municípios de Mato Grosso tiveram a situação de emergência reconhecida pelo governo do estado, também por prejuízos causados pelas chuvas: Itanhangá, Feliz Natal, Sorriso e Vera.

Com o reconhecimento do estado de emergência do município pelo governo federal, a prefeitura terá a possibilidade de obter o repasse ou a transferência de recursos da União, que será utilizado nas ações de reconstrução do cenário afetado pelo desastre, na recuperação de unidades habitacionais, bem como, em ações de prevenção para acabar com os problemas desta natureza.

console.log(‘Aud01’);