Os professores têm prazo de 60 dias, contados a partir do dia 31 de março, para comprovar a aquisição de notebook com o recurso repassado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) na última semana, no valor de R$ 3.500.

Os profissionais que não o fizerem a declaração terão que devolver os valores recebidos, com correção monetária, por meio de desconto em folha de pagamento em até seis parcelas.

A Seduc-MT orienta que o professor, após conferir o valor recebido na conta, faça a aquisição do computador portátil em seu nome, com as especificações básicas estabelecidas. Depois, deve entregar na secretaria escolar uma cópia da nota fiscal eletrônica e preencher e assinar um termo.

A nota fiscal apresentada deve incluir a a descrição do notebook, como marca, modelo, processador, memória RAM, disco rígido, sistema operacional e número de série do equipamento.

Secretário escolar, assessor pedagógico e DRE

Seduc-MT

Seduc-MT

Seduc-MT

Programa governamental

Por meio de programa instituído por lei pelo Governo de Mato Grosso, cada professor (efetivo e temporário) que está em sala de aula vai receber da Seduc R$ 6.020. Desses, R$ 3.500 já foram transferidos e devem ser usados para a compra de um notebook. Os outros R$ 2.520 serão para aquisição de internet e serão repassados em 36 parcelas de R$ 70.

Além dos professores, o benefício se estende aos coordenadores pedagógicos, assessores pedagógicos, diretores e coordenadores regionais.

A Seduc firmou uma parceria com a Fiemt que garante a todos os servidores da pasta acesso à plataforma Sócio Indústria, que reúne mais de 350 parceiros e oferece descontos exclusivos em diversos setores. Entre estes parceiros há 14 que oferecem notebooks com as especificações mínimas exigidas em decreto da Seduc.

Para acessar o benefício, o servidor da Seduc terá apenas que realizar o cadastro no site www.socioindustria.com.br.

Dúvidas podem ser enviadas ao e-mail [email protected]

console.log(‘Aud01’);