Marcus Mesquita/Prefeitura de Cuiabá

Esta manhã de segunda-feira (01), deve ser marcada como o dia de combate ao Covid-19 em Mato Grosso, ocorre duas reuniões e uma audiência entre as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande. A primeira reunião ocorre a partir de 8h30 e contará com a participação do governador Mauro Mendes (DEM), de secretários de Estado, representantes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e demais instituições.

Nesta reunião, será abordado, principalmente o combate ao coronavírus. A segunda onda está deixando o Estado a beira o colapso na saúde. A escassez de vacina, novas cepas e falta de consciência da população estão tornando o caos na saúde cada vez mais real e concreta.

Já a segunda reunião, prevista para 11h30, será com a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e com os prefeitos dos 141 municípios. E será uma continuação da primeira, pois o que foi debatido e as conclusões registradas pelos principais poderes, serão abertas aos prefeitos, que assim, poderão tomar medidas mais eficazes contra o vírus mortal.  

Mais tarde, após o almoço, será realizada às 14h, uma audiência de conciliação entre os prefeitos de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), e Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), para julgar o pedido feito pelo Ministério Público Estadual (MPE) sobre o fechamento do comércio nas duas cidades pelo prazo de 14 dias.

A 7ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá requereu ao Poder Judiciário que ordene aos Municípios de Cuiabá e Várzea Grande a adoção, no prazo de 24 horas mediante publicação de novos decretos, de medidas sanitárias mais restritivas por 14 dias, em conformidade com o Decreto Estadual Nº 522/2020.

O pedido foi encaminhado à 1ª Vara de Fazenda Pública de Várzea Grande – Especializada de Saúde, após os municípios serem classificados como de “risco alto” conforme Painel Epidemiológico n º 354 Coronavirus/Covid-19, divulgado em 25 de fevereiro pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES).