Helder Faria / Secretaria de Comunicação Social

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, compareceu à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), na manhã desta quinta-feira (11), para apresentar informações sobre o processo de distribuição das doses de vacinas contra a Covid-19.

O Programa Nacional de Imunizações enviou ao estado um total de 191.760 doses, divididas em quatro remessas. A apresentação foi uma resposta do Executivo ao requerimento feito pelo deputado Lúdio Cabral (PT).

Com apoio do secretário-adjunto de Atenção e Vigilância em Saúde, Juliano Silva Melo, e do técnico Oberdan Ferreira, o secretário enfatizou a operação de logística realizada para garantir que as vacinas cheguem mais rápido aos cidadãos. Uma parceria com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) tem permitido acelerar as entregas, além de proporcionar maior segurança na distribuição. Outro ponto de destaque durante a exposição foi a publicidade das ações do Governo a partir do Painel Interativo Covid MT.

Das 191.760 doses recebidas, 24 mil foram da vacina AstraZeneca/Oxford e as demais da vacina Coronavac/Butantan. Os dados apresentados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que 97% das unidades chegaram aos locais em que serão aplicadas.

Gilberto destacou que, após a entrega das doses por parte do Governo do Estado, o trabalho de organização da aplicação é de responsabilidade dos municípios. São eles que também precisam organizar o preenchimento de plataformas destinadas ao controle de possíveis reações adversas à vacina (e-SUS Notifica). Questionado sobre o assunto, o secretário explicou que não há motivo para receio, que as reações observadas até agora foram todas leves, “dentro do esperado”.

Para Lúdio Cabral, esse é um ponto importante no debate sobre a vacinação. “Passamos de 70 mil pessoas imunizadas em Mato Grosso, não foram registrados eventos adversos graves. Precisamos falar disso porque ainda existem pessoas com desconfiança em relação às vacinas”, disse o parlamentar.

O presidente da Comissão de Saúde da ALMT, Dr. Eugênio (PSB), destacou a trabalho de fiscalização e acompanhamento que a ALMT tem feito em relação aos temas referentes à pandemia de Covid-19. “Temos buscado formas de contribuir no combate ao novo coronavírus e auxiliar a população em um momento tão complicado. Em se tratando da vacinação, estamos empenhados em fortalecer as ações para que a imunização aconteça com segurança e celeridade”, explicou o presidente.

Divergência de informações

Os representantes da SES explicaram que as decisões relacionadas à distribuição das vacinas têm seguido os informes e orientações do Ministério da Saúde e que todos os passos estão registrados em resoluções publicadas pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Ao analisar a resolução CIB n° 03, o deputado Ulysses Moraes (PSL) constatou uma divergência no número de doses remanescentes da vacina. De acordo com o parlamentar, o anexo da resolução teria sido substituído sem retificação formal do documento. Ulysses apresentou em plenário dois anexos da mesma resolução, porém, com dados diferentes um do outro.

Ao ser questionado se houve erro na redação do anexo e as razões para a substituição do arquivo, Gilberto disse que precisava analisar a questão junto com o corpo técnico da SES e que, posteriormente, enviará uma resposta formal ao parlamento. O deputado Ulysses se comprometeu a visitar a Secretaria para apresentar os documentos analisados por sua equipe e conferir a autenticidade deles.

Novas remessas

A quarta e mais recente remessa de vacinas recebida em Mato Grosso contém 30.600 unidades. O secretário explicou que 6% dessas doses serão destinadas à imunização de profissionais da Saúde e o restante será usado para cobrir, em 100%, a população com mais de 90 anos.

“O Governo de Mato Grosso tem intenção de comprar vacinas e avalia essa possibilidade. Por enquanto, aguardaremos as remessas do Programa Nacional de Imunizações encabeçado pelo Ministério da Saúde. Até o momento, não temos previsão de novos recebimentos”, disse Gilberto Figueiredo.

Também participaram da reunião os deputados Delegado Claudinei (PSL), Dr. João (MDB), Wilson Santos (PSDB) e Xuxu Dal Molin (PSC).