Fablício Rodrigues ALMT

O deputado Silvio Fávero (PSL), disse estar com sua chapa pronta para concorrer às eleições da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Entretanto, sofre com a indecisão dos componentes da chapa, se nega a citá-los e corre o risco de ficar sozinho na disputa.

Sem dúvida nenhuma, nós praticamente estamos com chapa pronta, mas ainda tá tendo conversação, tá tendo um pouco de insegurança por parte de alguns parlamentares que é triste nesse momento e nós temos até cinco horas da tarde“, relatou o deputado.

Questionado sobre os integrantes de sua chapa o deputado recorreu a um combinado “Dois já ligaram pedindo pra sair fora, cê imagina se eu falar os nomes deles, vamos ver até onde vai à palavra de um homem, né, e o combinado foi para não falar nada, ficar em silêncio e eu tenho que honrar com isso, como sempre fiz, se for para ficar sozinho eu fico, mas a reeleição tá aí né e quem vai ter que responder para a população são os deputados”.

Mesmo diante dessa situação, o parlamentar se recusa a fazer parte de outras chapas, como a proposta por Max Russi (PSB), Dilmar Dal Bosco (DEM) e Eduardo Botelho (DEM), a qual ele supostamente insinua ser apenas uma “Troca de pedras de tabuleiro”, assim, ele aposta em uma Mesa composta por novos integrantes para levar a melhor nas eleições, como declarou na manhã desta terça-feira (23).

Além disso, ele relata ter sido convidado por Botelho e Russi para compor a chapa que eles integram, mas negou a proposta, dizendo ser a favor de uma mudança na ocupação das cadeiras da Mesa Diretora “Já tem uma chapa pronta, acabei de conversar com o Botelho e com o Max Russi, fui convidado inclusive, mas eu falei que não. Se nós viemos para a renovação eu não posso fazer parte de uma chapa que já tá aí né? É uma oportunidade que os deputados de novo estão tendo, uma renovação de mais de 60%. É aquele negócio né troca de pedras de tabuleiro“, disse o parlamentar.

Na ocasião o candidato também aproveitou para reclamar da situação enfrentada na Assembleia e criticar a instabilidade de sua chapa “Ela tá completa, porque a gente vê tanta coisa acontecer aqui, que nunca vi na minha vida né, nessa Assembleia Legislativa, até cinco horas da tarde eu corro o risco de ficar sozinho como aconteceu na passada. é vergonhoso, a única no Brasil aqui no Mato Grosso que sempre só tem uma chapa, cadê a democracia?“, falou Fávero.