O prefeito Emanuel Pinheiro estabeleceu, por meio do decreto de Nº 8.372, de 30 de março de 2021, que fica mantido a manutenção da totalidade da frota de ônibus do Transporte Coletivo Municipal, durante o período de quarentena coletiva obrigatória, a começar a partir desta quarta-feira (31) até o dia 9 de abril, em razão do aumento no número de casos ocasionados pela pandemia da Covid-19. A medida segue a determinação judicial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, para que os municípios sigam o que foi estipulado no decreto estadual.

Por meio de uma transmissão ao vivo em suas redes sociais, Emanuel Pinheiro também afirmou que o toque de recolher continua sendo, das 21h às 5h, conforme o decreto, no artigo 24 do documento.

“Fica determinada a proibição de locomoção de qualquer cidadão no território do Município de Cuiabá, no período compreendido entre as 21h:00m às 05h:00m, de segunda-feira à domingo”, diz trecho do decreto.

“Não é o que eu queria, eu queria que fosse das 23h às 5h, mas por força judicial é como vai ser até o dia 9 de abril. Nós vamos fiscalizar e exigir tolerância zero para quem descumprir as medidas de Biossegurança estabelecidas nesse decreto”, disse Pinheiro.

No mais, o prefeito ressaltou que continuará com seu trabalho em prol da população cuiabana e pede que as pessoas cumpram o que é descrito no decreto e respeitem as medidas de Biossegurança impostas nele, pensando sempre no bem de todos.

“Temos que aprender a conviver nesse novo normal, com segurança, respeitando as medidas de restrição impostas pelos decretos municipais, estaduais e nacional. Usando máscaras, álcool em gel, mantendo o distanciamento social e não participando de aglomerações. A Prefeitura de Cuiabá orienta que se você puder, fique em casa, essa é ainda a melhor forma de se proteger e proteger a sua família”, finalizou.

console.log(‘Aud01’);