Cinco escolas estaduais de Várzea Grande apresentaram casos de Covid-19, após a retomada de atividades presenciais com professores, segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep).Três delas estão com as atividades suspensas esta semana.

As escolas Ubaldo Monteiro (Jardim dos Estados), Porfíria Paula de Campos (Santa Isabel), Fernando Leite de Moraes e Vasti Pereira (Mapim), estão atuando apenas com funcionários.

No início da semana, um professor da Escola Estadual Porfíria Paula apresentou os sintomas, após a esposa diagnosticar positivo para Covid-19. Os demais educadores quando souberam, cobraram posicionamento da direção, que suspendeu as atividades até a próxima segunda-feira (22).

O mesmo professor positivado na Escola Porfíria dá aulas em mais duas escolas estaduais na Várzea Grande – EE Adalgisa de Barros e EE José Leite de Moraes. Contudo, os profissionais dessas unidades não correm risco de contágio, já que estão em atividades remotas.

A situação da Escola Porfíria de Paula está preocupando os docentes. A permanência de atividades presenciais na escola, com a proximidade, apesar da máscara e do álcool gel, é um risco que não querem correr.

A EE Fernando Leite emitiu um comunicado nas redes sociais informando a suspensão das atividades nesta quinta-feira (18) e sexta-feira (19), após casos de Covid-19 confirmados.

As informações repassadas não citaram quantos casos ao certo, apenas que a suspensão ocorreu para que a direção tome medidas sanitárias para o retorno em segurança.

No Centro de Habilitação Profissional Célia Rodrigues, as atividades permaneceram regulares após o afastamento de uma professora, há duas semanas.

Conforme apurado, a professora usava máscara regularmente e foi afastada assim que o quadro foi diagnosticado. A escola está sem aulas presenciais com estudantes, mas os cerca de 16 profissionais que atuam na unidade permanecem em serviço.

Na Escola Estadual Vasti Pereira, foram dois casos confirmados e dois com suspeitas.