Angelo Varela

Com os votos favoráveis dos tucanos Carlos Avallone e Wilson Santos, os deputados estaduais aprovaram por unanimidade, nesta terça-feira (23.02), a regulamentação de exploração de ferrovias em Mato Grosso. O Projeto de Lei Complementar nº 10/2021 (mensagem nº 24) foi encaminhado pelo Governo do Estado e tem como objetivo atrair mais investimentos para promoção do desenvolvimento da infraestrutura de transporte no modal ferroviário.

A mensagem do Governo substitui o PLC aprovado no começo deste ano, de autoria dos deputados Eduardo Botelho (DEM) e Carlos Avallone (PSDB), que foi vetado pelo governador Mauro Mendes (DEM) por vício de iniciativa.

Para o presidente do PSDB/MT, deputado Carlos Avallone, a aprovação do PLC é um marco e trará muitos avanços para o estado. “Hoje é um dia muito importante para Mato Grosso. Com essa aprovação, estamos dando ao Governo Mauro Mendes a autorização para dar prosseguimento ao processo que trará a ferrovia a Cuiabá, continuando até o Nortão do estado, chegando até Mutum, Lucas, Sorriso e Sinop. Estou muito feliz por participar desse momento. Isso trará muitos avanços para nossa economia e, consequentemente, melhorias para a nossa população”, ressaltou o parlamentar.

Wilson Santos enfatizou a importância da aprovação e a necessidade de tornar o estado mais competitivo. “Sem dúvida é um dos mais importantes projetos aprovados aqui. Um projeto para o futuro de Mato Grosso. Com a vinda das ferrovias, o maior desafio do estado será tornar a nossa produção competitiva. E o frete é um dos componentes mais caros nessa composição de preço, sendo o modal ferroviário um dos mais baratos. Temos tudo para ser o maior exportador de produtos industrializados, só precisamos concretizar a nossa infraestrutura logística. E estamos no caminho certo com a vinda das ferrovias”, afirmou o tucano.

O PLC foi aprovado em duas votações nesta manhã e segue, agora, para sanção do governador Mauro Mendes (DEM).

Olga Kunze/ Assessoria PSDB/MT