O vereador Ivan dos Santos (SD), eleito por Várzea Grande, pediu durante sessão da última terça (13), que a Prefeitura ceda cerca de 100 cestas básicas para cada parlamentar distribuir no município.

A fala do vereador ocorreu no momento em que ele parabenizava a secretária de Assistência Social Eliamara Zeferini, pela distribuição das cestas básicas no município.

De acordo com o vereador, o município de Várzea Grande recebeu do Governo de Mato Grosso 18 mil cestas básicas, e seria justo que o município disponibilizara-se 2.100 cestas para a Câmara, sendo 100 cestas para cada um dos 21 vereadores.

Ivan dos Santos acredita que a função do vereador é “ser liderança nata” da população.

“Eu peço a nossa secretária para ela estender aos pares pelo menos 100 cestas. Eu estive conversando com o secretário Dito Loro, e o município conseguiu articular junto ao Governo 18 mil cestas básicas, que vem atender aquelas famílias que foram pegas pela doença (Covid-19), aquelas famílias que estão desempregadas, devido a pandemia, porque o empresário não aguentou o arrocho. Então eu pediria a secretária de Promoção Social que estendesse para cada par, pelo menos 100 cestas. Que as 18 mil cestas que vêm para Várzea Grande, nós, 21 vereadores, pleitearíamos 2100 cestas, porque nós somos lideranças nata da comunidade” disse.

O vereador relatou ainda que presenciou a falta de alimentos em várias residências que visitou, em bairros periféricos.

“Que a secretária possa nos entender nesse momento difícil, quando as pessoas estão passando necessidade, eu fui em casas de periferias, eu moro em um bairro periférico, no Mapim, região dos Esmeraldas, as pessoas estão passando por necessidades, eu abri portas de geladeiras e só tinha água, um pacote de arroz, um litro de óleo e um pacote de sal, isso é verdade. Então, peço para solicitarmos a secretária Eliamara para estender a cada par, 100 cestas básicas, porque nós, de fato, encontramos diariamente essas necessidades, e as pessoas começaram a vir a óbito, famílias com depressão” destacou.

Ao finalizar o discurso, Ivan dos Santos relatou ainda, que também tem intermediado caixões públicos para famílias carentes.

“Ontem eu corri atrás de dois caixões público, pessoas morreram de Covid-19, é muito triste o que esta pandemia está fazendo no coração da família várzea-grandense, e então eu peço, encarecidamente, porque nós aprovamos vários recursos para a Assistência Social, e aprovo qualquer um que vier para atender o nosso povo várzea-grandense” disse ao novamente pedir as 100 cestas básicas.

console.log(‘Aud01’);