A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, vistoriou nesta quarta-feira (07.04) a finalização dos trabalhos na adequação de uma sala para atender crianças diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), no Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac).

O local será chamado de Ser Família Sensorial, uma vez que busca atender às necessidades para estimulação sensorial dos autistas. A adequação está em fase de acabamento e deverá ser entregue nos próximos dias.

“Tudo foi pensado e feito com muito carinho e atenção para atender esse público tão especial. Sempre reforço que inclusão é uma das minhas prioridades e nesse caso, tudo foi muito especial: a escolha das cores, dos objetos, iluminação, entre outros detalhes, pois o autista precisa desse olhar de mais cuidado, para que ele possa ter uma adaptação mais tranquila”, destacou Virginia Mendes.

As paredes da sala sensorial e de salas e corredores do entorno ganharam o toque do artista plástico Rafael Jonnier, que explicou que a escolha das cores foi bastante pontual. “Nosso objetivo foi garantir que as cores passem tranquilidade para os pacientes atendidos no Cridac”.

O diretor da unidade, Luiz Antônio Ferreira, explicou que todo o atendimento aos autistas no Cridac é feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e que a sala irá atender as necessidades das crianças autistas da melhor forma possível.

“Foi um presente esse da primeira-dama Virginia Mendes para o Cridac. É a melhor sala, toda adaptada para que as crianças tenham o atendimento de qualidade que merecem”, pontuou o diretor.

A sala sensorial tem cerca de 15 metros quadrados, com piso de tatame com espuma e está equipada com estrutura BEE, escada com escorregador, piscina de bolinhas, iluminação especial, área de escalada e pufes, entre outros equipamentos para garantir o tratamento das crianças.

A primeira-dama ainda lembrou que em 2020, o Governo implantou a Carteirinha de Identificação do Autista, destinada a crianças e adolescentes com o transtorno.

“E também teremos em breve, por meio do programa ‘Ser Inclusivo’, um cartão com benefícios para as pessoas com deficiência, melhorando o acesso a alimentação e outros itens de primeira necessidade”, finalizou Virginia Mendes.

console.log(‘Aud01’);