Você pode ter pedras nos rins sem nem perceber. Normalmente, quando o cálculo está alojado no órgão, não há sintomas ou dor, e o problema só é encontrado após ultrassom ou tomografia. No entanto, o Mestre e Doutor em Urologia Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes explica que quando as pedras se movem para outras partes do corpo, como bexiga, uretra e até testículos, haverá sinais que farão você descobrir que tem pedras nos rins.

Portanto, quando você notar algum dos três sintomas a seguir, é melhor não ignorar e consultar um urologista, porque além de cólicas e vômitos, as pedras também podem causar dor extrema e sangramento interno na área uretral, podendo evoluir a infecções ou tumores em alguns casos.

  • Sangue na urina: Sangue na urina ou hematúria são causados ​​por diversos problemas, não apenas relacionados a cálculos renais, mas essa relação existe. O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes explica que se uma pedra entrar na uretra, ela danifica a estrutura da uretra e os vasos sanguíneos, por isso sangra.
  • Idas recorrentes ao banheiro: Se de uma hora para a outra você for ao banheiro com mais frequência sem alterar a hidratação, pode indicar que há algo errado com sua bexiga, como uma pedra começando a “se mover” no seu trato urinário. Esse deslocamento costuma ser acompanhado de dor, além de diminuir o fluxo de urina. Vale ressaltar que muitas coisas podem aumentar a alta frequência da micção, como a quantidade de água que você bebe e a ingestão de cafeína, por isso antes de se preocupar é importante verificar se houve alguma mudança nos seus hábitos.
  • Dores insuportáveis: Muitas pessoas dizem que a das pedras se locomovendo é tão dolorosa quanto o parto. Quando os cálculos renais se movem para a bexiga ou uretra, geralmente ocorre uma dor lombar unilateral aguda, que tende a se mover para a parte inferior do abdome. Em alguns casos, o Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes explica que os homens podem sentir desconforto nos testículos e as mulheres podem sentir desconforto nos grandes lábios. Além da dor, a doença também pode ser acompanhada por problemas intestinais, náuseas e vômitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui